Moçambique

A HELVETAS promove o acesso à Água potável, construção de latrinas e boas práticas de Gestão da Higiene Menstrual. A organização também trabalha com os pequenos produtores agrícolas para optimizarem seus métodos de produção, armazenamento e comercialização contribuindo também para a Segurança Alimentar e Nutricional. A formação profissional para jovens é outra área temática de trabalho da HELVETAS Moçambique.
  • Capital
    Maputo
  • Superfície
    802 km²
  • Indice de pobreza*
    49% da população vive abaixo do limiar da pobreza, com 1,90$ por dia
  • ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO*
    Posição 181 de um total de
  • População
    28,751,000
  • Pessoas apoiadas por ano
    52,522
  • Focos temáticos
    Água


    Serviços de WASH

* Fonte de informação: UN Data

Em Moçambique mais de metade da população rural (64%) não tem acesso à água potável, contra apenas 22% das zonas urbanas. Esta desigualdade estende-se também para os serviços de saúde, saneamento do meio e oportunidades de formação e emprego para jovens.

A HELVETAS, presente em Moçambique desde 1979 está a trabalhar para a melhoria das condições de vida dos grupos sociais desfavorecidos, particularmente na zona norte, promovendo a construção de infra-estruturas de abastecimento de água, saneamento do meio, bem como na área de formação vocacional. Na componente de resposta humanitária a organização proporciona ajuda imediata à população afectada de forma a salvaguardar os esforços de desenvolvimento nas áreas de WASH e segurança alimentar.  Estas áreas temáticas de trabalho fazem parte de diferentes projectos que são implementados em estreita colaboração com as autoridades locais, sociedade civil, sector privado e parceiros estratégicos.

Água, Saneamento e Higiene

A HELVETAS está a promover o acesso ao Abastecimento de Água e Saneamento para comunidades rurais e periurbanas, através da construção de furos de Água, Sistemas de Abastecimento de Água e promoção da construção de latrinas com base em material local e casas de banho privadas para Gestão da Higiene Menstrual como forma de garantir as boas prácticas e reduzir o risco de doenças hídricas. A HELVETAS apoia também a formação de Comités de Água e Saneamento – que são responsáveis pela manutenção das infra-estruturas. Paralelamente, são realizadas acções de sensibilização para mudança de comportamento para o engajamento das comunidades nas actividades de saneamento através da abordagem de Saneamento Total Liderado pela Comunidade (CLTS), realização de campanhas de sensibilização para as boas prácticas de higiene.

Inclusão, género e equidade social

Reconhecendo que as desigualdades de género têm contribuído para as disparidades no acesso à educação, à saúde, aos recursos, à informação e à comunicação, bem como a participação dos grupos sociais desfavorecidos nos processos de tomada de decisão, a HELVETAS adopta uma abordagem de género centrada na promoção do empoderamento das mulheres para a tomada de decisão no que concerne a gestão das infra-estruturas de abastecimento de água e saneamento. São eleitos democraticamente homens e mulheres em igual número, tendo em vista elevar o seu nível de cometimento e responsabilidade e apropriação destas infra-estruturas por parte dos grupos sociais desfavorecidos de forma a garantir a sustentabilidade das mesmas. Os Comités de Água e Saneamento são compostos por 3 subgrupos em que as mulheres fazem parte dos grupos de gestão junto aos homens para que elas tenham voz e tomem as decisões.  

A HELVETAS integra a abordagem de género em todo ciclo de implementação do programa, prevendo a identificação de lacunas de género para a rápida introdução de acções destinadas a reduzir os impactos negativos, ao mesmo tempo que se dá poder aos beneficiários desfavorecidos.

Aumento da produção e productividade agrícola e segurança alimentar

O acesso desigual à terra entre homens e mulheres, o desconhecimento e a falta de tecnologias agrárias aliada a escassez de recursos financeiros para sua aquisição, a dificuldade de acesso aos mercados, das sementes melhoradas, das infra-estruturas de conservação da produção, são alguns factores que concorrem para a baixa produtividade agrícola em Moçambique. Como resultado, os índices de malnutrição também tendem a se agravar, particularmente, nas zonas rurais. 

Neste contexto, a HELVETAS Swiss Intercooperation, juntamente com a fundação PAKKA e Aga Khan iniciaram em 2018 um projecto denominado AMCANE (Amendoim, Cajú e Negócios) com o objectivo de melhorar as condições de vida (renda familiar e nutrição) dos pequenos produtores (Mulheres e Homens) através do aumento da produtividade, redução de perdas pós colheita e melhoria da qualidade dos produtos. O projecto aplica uma abordagem de Sistemas de Desenvolvimento de Mercado visando estimular os produtores a organizarem-se em cooperativas e/ou associações com modelos de negócios que promovem as suas actividades, garantindo relações comerciais e parcerias que assegurem a viabilidade de negócio.

Formação profissional para jovens

Nesta área temática de trabalho a HELVETAS contribui para a melhoria dos meios de subsistência da juventude moçambicana através da promoção de desenvolvimento de competências e do emprego. Os beneficiários desta iniciativa são jovens desfavorecidos de 15 a 35 anos de idade, com especial enfoque nas mulheres sem oportunidades de formação e/ou educação e emprego (NEET), incluindo jovens com alguma formação, entretanto, desempregados, proporcionando-os competências em sectores económicos de elevado potencial. Simultaneamente o programa possibilita aos instrutores das formações consolidarem seus conhecimentos e habilidades para prestarem continuamente serviços de apoio de qualidade e acessível e facilitar o desenvolvimento de uma plataforma impulsionada por actores para coordenar e melhorar este mecanismo.

Visita a página da HELVETAS Mozambique.

The country programme in Mozambique is co-funded by the SDC programme contribution.

Nossos Projectos em Moçambique

Se quiser saber mais sobre o nosso trabalho em Moçambique, clique em cada projecto para mais detalhes.

Água

As comunidades mais vulneráveis sofrem de água suja e escassa. Anualmente ajudamos até 500.000 pessoas a obter novo acesso a água potável e saneamento básico.

Governação, Paz & Migração

Em muitos países onde trabalhamos, homens e mulheres são incapazes de reivindicar seus direitos e participar activamente dos processos de tomada de decisão.
Contacto

HELVETAS MOÇAMBIQUE
Avenida Vladimir Lenine
Nº 174
1106 Maputo
MOÇAMBIQUE

address-phone: +258 21 487 787/8
address-email: mozambique@helvetas.org